quinta-feira, 7 de julho de 2016


EZEQUIEL 1

A primeira visão dos querubins

1 Ora aconteceu no trigésimo ano, no quarto mês, no dia quinto do mês, que estando eu no meio dos cativos, junto ao rio Quebar, se abriram os céus, e eu tive visões de Deus.

2 No quinto dia do mês, já no quinto ano do cativeiro do rei Joaquim,

3 veio expressamente a palavra do Senhor a Ezequiel, filho de Buzi, o sacerdote, na terra dos caldeus, junto ao rio Quebar; e ali esteve sobre ele a mão do Senhor.

4 Olhei, e eis que um vento tempestuoso vinha do norte, uma grande nuvem, com um fogo que emitia de contínuo labaredas, e um resplendor ao redor dela; e do meio do fogo saía uma coisa como o brilho de âmbar.

5 E do meio dela saía a semelhança de quatro seres viventes. E esta era a sua aparência: tinham a semelhança de homem;

6 cada um tinha quatro rostos, como também cada um deles quatro asas.

7 E as suas pernas eram retas; e as plantas dos seus pés como a planta do pé dum bezerro; e luziam como o brilho de bronze polido.

8 E tinham mãos de homem debaixo das suas asas, aos quatro lados; e todos quatro tinham seus rostos e suas asas assim:

9 Uniam-se as suas asas uma à outra; eles não se viravam quando andavam; cada qual andava para adiante de si;

10 e a semelhança dos seus rostos era como o rosto de homem; e à mão direita todos os quatro tinham o rosto de leão, e à mão esquerda todos os quatro tinham o rosto de boi; e também tinham todos os quatro o rosto de águia;

11 assim eram os seus rostos. As suas asas estavam estendidas em cima; cada qual tinha duas asas que tocavam às de outro; e duas cobriam os corpos deles.

12 E cada qual andava para adiante de si; para onde o espírito havia de ir, iam; não se viravam quando andavam.

13 No meio dos seres viventes havia uma coisa semelhante a ardentes brasas de fogo, ou a tochas que se moviam por entre os seres viventes; e o fogo resplandecia, e do fogo saíam relâmpagos.

14 E os seres viventes corriam, saindo e voltando à semelhança dum raio.

15 Ora, eu olhei para os seres viventes, e vi rodas sobre a terra junto aos seres viventes, uma para cada um dos seus quatro rostos.

16 O aspecto das rodas, e a obra delas, era como o brilho de crisólita; e as quatro tinham uma mesma semelhança; e era o seu aspecto, e a sua obra, como se estivera uma roda no meio de outra roda.

17 Andando elas, iam em qualquer das quatro direções sem se virarem quando andavam.

18 Estas rodas eram altas e formidáveis; e as quatro tinham as suas cambotas cheias de olhos ao redor.

19 E quando andavam os seres viventes, andavam as rodas ao lado deles; e quando os seres viventes se elevavam da terra, elevavam-se também as rodas.

20 Para onde o espírito queria ir, iam eles, mesmo para onde o espírito tinha de ir; e as rodas se elevavam ao lado deles; porque o espírito do ser vivente estava nas rodas.

21 Quando aqueles andavam, andavam estas; e quando aqueles paravam, paravam estas; e quando aqueles se elevavam da terra, elevavam-se também as rodas ao lado deles; porque o espírito do ser vivente estava nas rodas.

22 E por cima das cabeças dos seres viventes havia uma semelhança de firmamento, como o brilho de cristal terrível, estendido por cima, sobre a sua cabeça.

23 E debaixo do firmamento estavam as suas asas direitas, uma em direção à outra; cada um tinha duas que lhe cobriam o corpo dum lado, e cada um tinha outras duas que o cobriam doutro lado.

24 E quando eles andavam, eu ouvia o ruído das suas asas, como o ruído de muitas águas, como a voz do Onipotente, o ruído de tumulto como o ruído dum exército; e, parando eles, abaixavam as suas asas.

25 E ouvia-se uma voz por cima do firmamento, que estava por cima das suas cabeças; parando eles, abaixavam as suas asas.

26 E sobre o firmamento, que estava por cima das suas cabeças, havia uma semelhança de trono, como a aparência duma safira; e sobre a semelhança do trono havia como que a semelhança dum homem, no alto, sobre ele.

27 E vi como o brilho de âmbar, como o aspecto do fogo pelo interior dele ao redor desde a semelhança dos seus lombos, e daí para cima; e, desde a semelhança dos seus lombos, e daí para baixo, vi como a semelhança de fogo, e havia um resplendor ao redor dele.

28 Como o aspecto do arco que aparece na nuvem no dia da chuva, assim era o aspecto do resplendor em redor. Este era o aspecto da semelhança da glória do Senhor; e, vendo isso, caí com o rosto em terra, e ouvi uma voz de quem falava.




DEUS NUNCA VAI TE DECEPCIONAR

#DEUSVÊDIFERENTEDOHOMEMPORISSOELEÉDEUS

VIVA PARA DEUS, PESSOAS VÃO TE BAJULAR QUANDO  VOCÊ ESTIVER POR CIMA... PESSOAS VÃO TE CRITICAR QUANDO VOCÊ ESTIVER POR BAIXO... PESSOAS VÃO MUDAR DE OPINIÃO AO SEU RESPEITO QUANDO FIZEREM UMA FOFOCA COM TEU NOME... PESSOAS VÃO DEIXAR DE ACREDITAR NO SEU BOM CARACTER QUANDO OUVIREM UMA HISTÓRIA NA QUAL TE COLOCARAM COMO VILÃO... MAS COM DEUS É DIFERENTE, NAQUELA CRUZ O QUE É SANTO SE ENTREGOU POR NÓS E AINDA PEDIU PERDÃO PARA OS SEUS CORRUPTOS ASSASSINOS... NAQUELA CRUZ, O QUE É SANTO, OLHOU PARA UM LADRÃO, ASSASSINO E CULPADO DE SUA PENA E NÃO O ACUSOU... PROCUROU O QUE TINHA DE BOM EM SEU CORAÇÃO E ENCONTROU O ARREPENDIMENTO SINCERO... AS VEZES O ERRADO, EM CERTOS MOMENTOS SE TORNA ATRAVÉS DO ARREPENDIMENTO MAIS JUSTIFICADO DO QUE O QUE SE ACHA CERTO... AS VEZES,DEVEMOS QUANDO VEMOS ALGUÉM 99% TODO ERRADO, FAZER COMO CRISTO.. ENCONTRAR DENTRO DELE E TRAZER PARA FORA O 1% CERTO, ENFIM, VIVA PARA DEUS, PORQUE ELE FEZ DE SEU FILHO MEU E SEU ADVOGADO E QUE SEM CONSEGUIR ACHAR EM NÓS NADA QUE PUDESSE PAGAR PELOS NOSSOS ERROS, ELE DEU SUA PRÓPRIA VIDA PARA NOS RESGATAR... PAGOU NOSSA DÍVIDA E AINDA NOS DEU A CHANCE DE SERMOS SEUS IRMÃOS E FILHOS DO DEUS VIVO, REGENERADOS PELO ESPÍRITO SANTO... POR ISSO EU VIVO E TE CONVIDO A VIVER PARA DEUS, E O DIABO SEMPRE TENTA POR ALGUMA COISA PARA ME INCRIMINAR, MAS EU VIVO É  PARA O DEUS QUE ME JUSTIFICA... SENHOR YESHUA HAMASHIA EU TE AMO.



sexta-feira, 5 de julho de 2013

HUMILHAÇÃO

VAMOS DESCER NA OLARIA DE DEUS QUE ELE A SEU TEMPO NOS EXALTARÁ
Aos presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa da glória. Semelhantemente vós jovens, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo. E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá. A ele seja a glória e o poderio para todo o sempre. Amém. Por Silvano, vosso fiel irmão, como cuido, escrevi abreviadamente, exortando e testificando que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes. A vossa co-eleita em babilônia vos saúda, e meu filho Marcos. Saudai-vos uns aos outros com ósculo de amor. Paz seja com todos vós que estais em Cristo Jesus. Amém. 1 Pedro 5:1-14